Siga o Blog Pelo seu E-MAIL

quinta-feira, 19 de abril de 2012

POTENCIALIZE NATURALMENTE SEUS HORMONIOS

Rapaz, esse aqui deu trabalho, dei uma pesquisada por ai, e colhi algumas informações diversas de como eu ,você pode atingir o maximo do seu anabolismo ,sem apelar diretamente aos esteroides anabolicos..
O QUE SÃO OS HORMÔNIOS?
Os hormônios são pequenos mensageiros químicos que atuam em todas as partes do nosso corpo. Uma célula pode produzir um hormônio que irá atuar sobre ela mesma ou sobre uma célula próxima.

Outras situações encontradas são semelhantes à produção do hormônio do crescimento (GH), que é originário no cérebro e exerce um efeito significativo em quase todas as células do organismo.


À medida que envelhecemos, a produção de hormônios é diminuída, principalmente com relação ao hormônio do crescimento e a testosterona, ocorrendo ainda uma menor sensibilidade à insulina.

Potencializando naturalmente estes hormônios, assim como o IGF-1, que tem ação similar à insulina, pode-se conseguir um físico melhor e um corpo mais musculoso.
POTENCIALIZANDO A TESTOSTERONA
A testosterona pode ser considerada o mais anabólico de todos os hormônios. Concede ao homem suas características masculinas como: maior quantidade de massa muscular e menor nível de gordura (em comparação com as mulheres), além de atuar de forma benéfica sobre as massas muscular e óssea e perda de gordura. A testosterona artificial é recomenda por médicos como forma terapêutica para pessoas com baixos níveis de produção natural, para idosos que sofrem algum risco decorrente da osteoporose ou com quadros de depressão, com intuito de melhorar seus estados gerais de saúde.
Para praticantes de musculação com saúde perfeita, disponibilizamos uma lista de suplementos para aumentar naturalmente os níveis de testosterona:
DAMIANA: Tradicionalmente usado como erva afrodisíaca. Um estudo pesquisou a atividade estrogênica e antiaromatizante dos compostos isolados da Damiana (Turnera Diffusa) e constatou que os mesmos podem suprimir significativamente a atividade da aromatase, enzima que converte a testosterona em estrogênio (hormônio feminino). Inibindo essa enzima podemos interferir na relação testosterona/estrogênio em favor do hormônio masculino.
Dose: ngerir de 50 a 500 miligramas de extrato de Damiana, 30 a 60 minutos antes do café da manhã, do treino e da hora de dormir.
FORSKOLINA: Produzida pela planta indiana Coleus Forskohlii, exerce um forte efeito estimulante sobre a formação de testosterona nas células de Leydig, localizadas nos testículos e cuja função principal é produzir este hormônio masculino. Em um estudo realizado, a Forskolina reduziu a porcentagem de gordura corporal em comparação a um grupo placebo, e aumentou a massa óssea e muscular, além dos níveis de testosterona.
Dose: ingerir 250 miligramas de extrato de Forskolina a 10% duas vezes ao dia.
ASTAXANTINA + LSESr: A combinação do carotenoide Astaxantina com o Extrato da Baga do Palmetto de Serra (LSESr) se mostrou eficaz num estudo com 42 homens sadios de 37 a 70 anos divididos em dois grupos . Durante 14 dias um grupo ingeriu 800 e outro 2.000 miligramas da combinação de Astaxantina e LSESr. Os dois grupos apresentaram no final da pesquisa aumentos nos níveis de testosterona, mas apenas o grupo que utilizou 2.000 miligramas mostrou quedas nos níveis de estrogênio.
Dose: 2.000 miligramas diários.

COQUETEL NATURAL DE TESTOSTERONA
Você pode combinar estes potencializadores de testosterona da seguinte maneira:
SUPLEMENTO: Damiana
DOSE: 50 a 500 miligramas de extrato de Damiana, 30 a 60 minutos antes do café da manhã, do treino e da hora de dormir
SUPLEMENTO:Forskolina
DOSE: 250 miligramas de extrato de Forskolina a 10% duas vezes ao dia
SUPLEMENTO: Astaxantina + LSESr
DOSE: 2.000 miligramas diários
POTENCIALIZADORES NATURAIS DO HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH)


O hormônio do crescimento (GH) exerce efeitos similares à testosterona mesmo que ligeiramente menos efetivos. No entanto, o GH continua sendo um hormônio extremamente importante com relação ao anabolismo muscular.

ALFA-GLICERIL-FOSFORICOLINA: A principal vantagem é com relação à dose ingerida. São necessários apenas 600 miligramas para estimular a produção de GH. Em sentido de comparação, são necessários de 5 a 9 gramas de Arginina para elevar os níveis de GH. Um estudo contou com 7 homens que treinam musculação há pelo menos 2 anos e que foram divididos em dois grupos, um que ingeriu 600 miligramas de Alfa-GPC e outro uma substância placebo, ambos 90 minutos antes dos treinos. O nível máximo de GH aumentou até 44 vezes no grupo que ingeriu Alfa-GPC e apenas três vezes no grupo placebo (mostrando o efeito isolado do treino com pesos na repercussão da produção de GH). E o mais impressionante: a força máxima no supino reto aumentou 14% a mais que no grupo placebo. Também se observou no estudo uma tendência à maior queima de gordura.
Dose: 600 miligramas uma hora antes do treino.
ARGININA + LISINA: Superando o uso isolado de Arginina, esta dupla dinâmica de aminoácidos é um efetivo potencializador do GH, e melhor, basta ingerir 1.500 miligramas de cada para excelentes resultados. Em um estudo, alguns jovens que ingeriram L-arginina e L-lisina imediatamente antes de treinar musculação não apresentaram mudanças nos níveis de GH. Mas quando ingeriram em repouso a mesma mescla de aminoácidos, aumentaram notoriamente a produção de GH
Dose: 1.500 a 3.000 miligramas de Arginina e de Lisina na primeira hora da manhã, na hora do almoço e à noite, entre as refeições.
GABA: O ácido Gama-Aminobutírico é um aminoácido e um neurotransmissor. Em um estudo com homens divididos em dois grupos, um ingeriu três gramas de GABA e outro um placebo, ambos antes de treinar ou de dormir. O grupo que ingeriu o GABA elevou os níveis de GH em comparação ao grupo placebo. A combinação GABA + musculação aumentou a resposta máxima de GH em até 400%
Dose: ingerir 3 a 5 gramas uma hora antes do treino e uma hora antes de dormir, com estômago vazio.

COQUETEL DE HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH)
Você pode combinar estes suplementos para elevar os níveis de GH:

SUPLEMENTO: Alfa-GPC
DOSE: 600 miligramas, 60 a 90 minutos antes do treino

SUPLEMENTO: Arginina + Lisina
DOSE: 1.500 a 3.000 miligramas de Arginina e de Lisina na primeira hora da manhã, na hora do almoço e à noite, entre as refeições

SUPLEMENTO: GABA
DOSE: 3 a 5 gramas uma hora antes do treino e uma hora antes de dormir, com estômago vazio
POTENCIALIZANDO A INSULINA
A insulina é produzida no pâncreas e liberada quando consumimos carboidratos, proteínas ou ambas juntas. Atinge a corrente sanguínea atuando em diversos tecidos, sempre de forma anabólica, incluindo músculos, veias e células adiposas. Os suplementos que potencializam a insulina são: Banaba, Gymnema e ALA, que atuam aumentando a liberação de insulina desde o pâncreas, potencializando seus efeitos no músculo. Quando ingeridos após os treinos, esses suplementos direcionam a ação da insulina para o músculo, evitando sua ação nas células de gordura.
POTENCIALIZADORES DE INSULINA
A Insulina é considerada por muitos fisiologistas como um dos hormônios mais anabólicos do corpo humano. O inconveniente é que a ação anabólica da insulina inclui as células de gordura. A chave para converter sua ação em ganhos de massa muscular e evitar o acúmulo de gordura é aprender como manipular esse hormônio nos momentos adequados (após o treino).
EXTRATO DE FOLHA DE BANABA: Um estudo utilizando animais testou cinco dietas experimentais: uma controle (dieta normal), uma com extrato de folha de amora, uma com ginseng coreano, uma com extrato de folhas de Banaba e uma que utilizou uma mescla. Excluindo a dieta controle, todas as outras quatro apresentaram progressos na sensibilidade à insulina.
Dose: de 32 a 48 miligramas adicionados a um shake de proteínas e carboidratos logo após o treino.
GYMNEMA SYLVESTRE: Utilizada em várias culturas para tratar o diabetes, foi demonstrado em testes laboratoriais que a Gymnema estimula a produção de insulina. Em uma pesquisa com humanos, examinou-se a eficiência do GS4 (um extrato de folhas de Gymnema Sylvestre) para controlar a hiperglicemia. Participaram do estudo, 22 pacientes de diabetes do tipo II que ingeriram 400 miligramas de GS4 durante 18 a 20 meses. Foi observada nos pacientes, ao final da pesquisa, uma notória redução da glicose sanguínea. Inclusive cinco desses pacientes foram tão beneficiados que puderam abandonar o uso de medicamentos e manter seus níveis de glicose sanguínea ingerindo somente GS4.
Dose: de 400 a 500 miligramas de Gymnema Sylvestre 30 minutos após o treino junto com um shake de proteínas e carboidratos.
ÁCIDO ALFA-LIPÓICO (ALA): Melhor conhecido como um potente antioxidante, o ALA já vem sendo utilizado na Alemanha há mais de 30 anos para tratar danos aos nervos induzidos pelo diabetes. O ALA demonstrou reduzir o peso corporal e prevenir o diabetes em estudo utilizando ratos obesos, podendo também acelerar a queima de gordura e o aporte de glicose que estimula a insulina. Também mostrou-se eficiente a adição de 1.000 miligramas de ALA a Creatina, aumentando a concentração total da mesma.
Dose ingerir 600 a 1.000 miligramas pós-treino junto com shake de proteínas e carboidratos.

COQUETEL DE INSULINA
Você pode ingerir esse suplemento até 30 minutos após os treinos junto com shake de proteínas e carboidratos e digestão rápida (alto índice glicêmico).

SUPLEMENTO: Extrato de folha de banaba
DOSE: 32 a 48mg

SUPLEMENTO: Gymnema Sylvestre
DOSE: 400 a 500mg

SUPLEMENTO: Ácido Alfa-Lipóico
DOSE: 600 a 1.000mg
POTENCIALIZADORES DE IGF-I
Um potente fator de crescimento, excelente para estimular o desenvolvimento dos músculos, o IGF-1 é produzido basicamente no fígado, assim como em menor escala no tecido muscular. Potenciá-lo permitirá aumentos de força e tamanho dos músculos.
PROTEÍNA: Níveis elevados de proteína animal e de soja demonstram elevar o IGF-1; em contrapartida, dietas com baixas quantidades de proteína o reduzem.
Dose: ingerir ao menos 2 gramas de proteína por quilo de peso corporal diariamente.
AMINOÁCIDOS ESSENCIAIS (BCAA): São uns dos nutrientes mais  anabólicos. Ingerir 5 a 7 gramas de BCAA não só pode aumentar a síntese proteica, como também a quantidade de IGF-1. Por essas razões, consumir BCAAs antes e depois do treino produz efeitos positivos no desenvolvimento muscular.
Dose: ingerir entre 4 a 8 gramas antes e depois dos treinos.
COQUETEL DE IGF-1
SUPLEMENTO: Proteína 
DOSE: 2g por quilo de peso corporal diariamente
SUPLEMENTO: BCAA
DOSE: 4 a 8g antes e depois dos treinos.
COMO COMPRAR OS PRODUTOS
Os interessados em consumir alguns dos nutrientes listados no artigo, devem, primeiro, procurar lojas especializadas em suplementos esportivos. Mas, atenção: geralmente, eles são parte de um outro suplemento. Desta forma, uma dica é levar a revista e mostrar ao vendedor para que ele tenha o máximo de informações para localizar os produtos.
Algumas das substâncias aqui apresentadas podem ser difíceis de encontrar em lojas de suplementos, pois muitos dos produtos são importados. Nestes  casos, sugerimos que procure em lojas de produtos naturais na forma de chás ou cápsulas ou em farmácias de manipulação, lembrando que eles podem ser identificados pelo nome científico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário